#Profetizo, do cantor Regis Danese.

20 de mar de 2014

Opinião de Sheherazade leva governo a estudar suspensão de verba para o SBT

O pedido é da deputado Jandira Feghali do PCdoB que acusa a jornalista de fazer apologia ao crime

A opinião da jornalista Rachel Sheherazade sobre a ação de justiceiros no Rio de Janeiro pode fazer o SBT perder a verba publicitária repassada pelo governo.
A deputada do PCdoB Jandira Feghali (RJ) foi quem fez o pedido para que a Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República (Secom) deixe de beneficiar a emissora de Silvio Santos com a verba.
Para Feghali, a jornalista praticou apologia e incitação ao crime e à tortura ao dizer que a população tinha motivos para sentir vontade de fazer justiça com as próprias mãos.
“Como o governo pode subsidiar um canal que tem uma editorialista que incita à violência e à justiça com as próprias mãos?”, questiona a deputada.
Ao site Congresso em Foco a líder do PCdoB na Câmara afirmou que a Secom já está estudando seu pedido. “A Secom me deu um primeiro retorno dizendo que concorda com o conteúdo do nosso pedido e que estuda quais providências tomar.”
Em resposta a Secretaria confirmou que está estudando o caso e que o ministro Thomas Traumann ainda precisa decidir se suspenderá ou não a verba de publicidade para o SBT. Em 2012 a emissora recebeu R$ 153,5 milhões por exibir publicidades do governo federal. A Globo recebeu R$ 495 milhões e a Record R$ 174 milhões.
Além desse pedido junto à Secom, a deputada do PCdoB também apresentou um requerimento à Procuradoria-Geral da República (PGR) em que pede a abertura de inquérito contra a TV e Rachel Sheherazade. Se o SBT for condenado pode até perder o direito à concessão pública.
“Não podemos ser coniventes com nenhum crime. O único poder capaz de julgar a proporcionalidade da punição é a Justiça, que dá direito de defesa. Temos de defender o estado democrático de direito”, disse Jandira Feghali.
Jornalista já se defendeu na imprensa
Em 11 de fevereiro a jornalista escreveu um artigo para o jornal Folha de São Paulo dizendo que não defendeu a atitude dos justiceiros do Rio, mas que compreendia.
“Em meu espaço de opinião no jornal SBT Brasil, afirmei compreender (e não aceitar, que fique bem claro!) a atitude desesperada dos justiceiros do Rio”, escreveu.
O SBT também já se manifestou dizendo que não tem responsabilidade pela opinião da jornalista, mas para a deputada a direção do canal tem que assumir o que seus funcionários transmitem como opinião.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos sua visita. É muito importante sua participação deixe seu comentário. Paz do Senhor Jesus Cristo!!!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...